2011-01-12

The Call of Cthulhu

No outro dia vim para o trabalho de carro emprestado. Um carro quase novo, silencioso, suave, cheio de luzinhas e apitos.

Não gostei.

Não gostei porque estou habituado ao meu carro, um carro à homem, daqueles que é preciso carregar com força (de homem!) nos pedais para andar e para travar. Um carro que é a versão mecânica daquilo que um homem deve ser: é bruto, cheira mal e bebe demais.

Com o meu carro não há cá dessas mariquices de "ah, é tão suave que nem dás pela velocidade se não olhares para o conta-quilómetros." Não, no meu carro quando vamos a 100 Km/h parece que vamos a 250 Km/h, o motor ronca ruidosamente, as moedas do troco da portagem tilintam freneticamente e tem-se a sensação de que a qualquer momento a coluna de direcção se vai partir e que vamos todos morrer numa espectacular bola de fogo. Quando vamos a 120 Km/h estremece por todos os lados, as crianças têm de ir amarradas aos assentos para não serem projectadas contra os vidros e temos a distinta impressão que vamos, a qualquer instante, viajar no tempo ou atravessar um portal para outra dimensão direitinhos às mãos de Cthulhu. É como viajar no space shuttle mas sem capacete.

Porque o meu carro é um carro d'homem! Com uma flor estampada atrás.

37 Comments:

Blogger Gata das Botas said...

Não te sabia admirador dos pets do Sr. Lovecraft.

A flor estampada na traseira é o toque de classe, embora também aprecie de sobremaneira as Penélopes...

12/01/2011, 12:25:00  
Blogger AD said...

Infelizmente não tenho espaço em casa para ter um, a menos que o deixasse na varanda.

Penélopes? Mas quê?, Cruzes? Pensava que eram Janis Joplins.

12/01/2011, 12:43:00  
Blogger Gata das Botas said...

Na varanda não, que o bicho é de barro cru e a humidade faz-lhe mal. A não ser que tenhas marquise.

12/01/2011, 12:54:00  
Blogger AD said...

Isso até arranjava, mas depois também tinha que o levar a passear logo de manhãzinha e isso...

12/01/2011, 14:44:00  
Blogger Gata das Botas said...

Oh, punhas-lhe um caixotinho de areia ou uma folha de jornal...

12/01/2011, 14:57:00  
Blogger AD said...

E dou-lhe o quê para comer? Restos? Whiskas? Pedigree Pal? Almas de inocentes?

12/01/2011, 15:03:00  
Blogger Gata das Botas said...

Restos não são uma alimentação equilibrada!

12/01/2011, 15:06:00  
Blogger Nawita said...

O teu carro é o Afeganistão?

O carro do meu cunhado é assim, ele recusa-se a trocar de carro. Sempre que o conduzo, o carro, saio de lá com a sensação de que sofro de parkinson, é bestial!

Ficava bem uma música de fundo para o teu post.

12/01/2011, 15:07:00  
Blogger AD said...

Gata,
Como não? E se forem restos de uma refeição equilibrada?

Nawita,
A banda sonora é vendida em separado.

12/01/2011, 15:14:00  
Blogger Gata das Botas said...

Restos de uma refeição equilibrada? Mas afinal a varanda onde vais encafuar o bichinho não é em tua casa?

12/01/2011, 15:20:00  
Blogger AD said...

Mau... lá porque não como brotos de bambu e cubos de soja - ou lá o que é que tu comes - não quer dizer que não tenha uma alimentação equilibrada.

12/01/2011, 15:26:00  
Blogger A said...

o meu carro chegou agora aos 18 anos, já bebe mais que eu! faz montes de barulho, às vezes começa a chorar gasolina e a ligar luzinhas no tabliê para mostrar que gosta de mim, é mesmo bêbado.

agora está com um furo na panela e faz um barulho todo racing!

12/01/2011, 15:27:00  
Blogger AD said...

Põe-lhe um autocolante a dizer "Porshe Engineering" e uns neons por baixo e já podes ir para o picanço.

12/01/2011, 15:32:00  
Blogger Gata das Botas said...

Uma refeição equilibrada não é jantar sentado na borda da varanda com um copo no cotovelo e o prato na cabeça, já te tinha explicado isso...

12/01/2011, 15:33:00  
Blogger Gata das Botas said...

A,
18 anos?
Bolas, mas tu conduzes desde que idade? 8...?

12/01/2011, 15:34:00  
Blogger AD said...

Ele gosta dos carros como gosta das mulheres - com 18 anos.

12/01/2011, 15:35:00  
Blogger AD said...

Ou com um furo na panela, não sei...

12/01/2011, 15:36:00  
Blogger AD said...

Desculpem, ali atrás eu queria dizer "gajas", não "mulheres". Fica a correcção.

12/01/2011, 15:37:00  
Blogger AD said...

... e entrega dos testes de avaliação.

12/01/2011, 15:37:00  
Blogger Gata das Botas said...

Pelo menos são maiores.

12/01/2011, 15:40:00  
Blogger Gata das Botas said...

De idade.
Se são maiores do que ele ou não, não sei, que eu cá não sou de intrigas.

12/01/2011, 15:40:00  
Blogger Nawita said...

AD,
pelo andar da carroça, não deve ser só a banda sonora que vem à parte.
Gosto muito do Roberto mas confesso que
prefiro esta.

12/01/2011, 15:44:00  
Blogger Nawita said...

A,

e tu vais de Alfama até FJZ nesse carro?

12/01/2011, 15:45:00  
Blogger A said...

claro que não gata, eu conduzo desde os 5, só tive o carro 3 anos mais tarde.

12/01/2011, 15:46:00  
Blogger A said...

várias vezes, nawita! quando estava em coimbra, deixava-o sempre em sítios íngremes, para quando tinha de ir para casa poder empurra-lo para a descida e depois saltar para dentro dele em andamento e depois fazer pegar o motor. a bateria está morta há anos.

12/01/2011, 15:48:00  
Blogger Nawita said...

ah ah ah ah ah ah ah
ó Vogal mai linda, com quem pensas que estás a falar?
bateria morta?
vê lá as velas, limpa-as e usa laca para isolar a humidade.

12/01/2011, 15:54:00  
Blogger Gata das Botas said...

AD,
diz lá ao anãozinho que ordena os comentários do teu blog que páre de beber e que comece a trabalhar como deve ser.

Por favor, e isso.

12/01/2011, 15:54:00  
Blogger A said...

se não queres, não acredites, nawita. se isso tornar mais fácil a conclusão de que a tua vida podia ser muito mais espectacular, quando comparada com a minha.

12/01/2011, 15:56:00  
Blogger Nawita said...

A,

eu acredito em tudo, menos na cena da bateria.
Imagino-te bem a correres para o teu carro em andamento.
sobretudo quando paravas para te aliviares nos arbustos depois de uma noite de copos.
o travão de mão não é para ser tratado com brusquidão, depois deixa de funcionar.

12/01/2011, 15:59:00  
Blogger A said...

todos morremos, nawita, mas nem todos temos uma bateria estragada, que nos leva a viver.

12/01/2011, 16:01:00  
Blogger AD said...

Eu no outro dia estacionei numa descida tão íngreme que tive de esperar que o da frente se fosse embora para o poder tirar. Porque o carro não teve força para subir de marcha atrás.

12/01/2011, 17:19:00  
Blogger Nawita said...

A,

está bem.


AD,
isso é o teu carro que é carro de homem. a flor atrás quer só dizer que é simpatizante, mais nada.

12/01/2011, 17:48:00  
Blogger AD said...

Não, o meu carro é como eu, não simpatiza com nada.

12/01/2011, 18:00:00  
Blogger Nawita said...

Nem com a traseira de uma carocha?

12/01/2011, 18:16:00  
Blogger grassa said...

O que mais gosto no Cthulhu é a forma como se diz.

É algo semelhante a "hhhetulu". Parece que um gajo está a chamar um nome feio à outra pessoa mas tem medo de se fazer ouvir.

14/01/2011, 13:21:00  
Blogger bora rat said...

carro de homem

e ctu'lhu não jogam

por outro lado os super-machões
têm destas mariquices

olha o meu c..thu...lhu
pois

18/01/2011, 00:59:00  
Blogger Isa said...

hã?

26/01/2011, 00:03:00  

Enviar um comentário

<< Home