2009-12-18

Lost in translation

"Esquece-me, boneca.", disse-lhe eu acendendo um cigarro imaginário - porque na minha sala não se pode fumar e porque eu não fumo. "Vai-te embora e esquece-me."

"Seriously, I have no idea what you're talking about. My portuguese is not that good."

"Iésse, det gúd. Ai gúd, iú gúd. Friqui friqui."

Ambos sabíamos que este dia chegaria, o dia em ela voltaria para a Holanda ou Roménia ou Suazilândia ou lá de onde é que vêm as louras altas de olhos verdes de 23 anos.

Ela olhava para o relógio constantemente, fingindo-se desinteressada, os olhos fixos na parede atrás de mim, decerto temendo perder-se numa última loucura se os nossos olhares se cruzassem.

"It was ve... it was... nice working with you.", balbuciou ela, com certeza despindo-me mentalmente, o rubor da sua face disfarçado apenas pela maquiagem desruborizante que certamente tinha aplicado, enquanto fantasiava com os nossos corpos nus em proezas desafiantes das leis da física e da Igreja Católica e degradante para todos os participantes. "Sua porca", pensei eu.

"I just came to say goodbye. I really have to go now."

Não percebi exactamente as suas palavras, mas o seu corpo gritava "toma-me, devora-me", por isso deixei a minha pélvis falar a linguagem internacional do amor.

"You're blocking the door..."

"Ai te adore tú."

Enquanto deslizava para fora da minha sala e da minha vida, levada pelas suas longas pernas - que pernas! duas! - ainda lhe sussurei ao ouvido um último adeus. "Friqui friqui."

26 Comments:

Blogger Gata das Botas said...

Tu trabalhas nos recursos humanos e cabe-te a ti a dura tarefa de cessar contratos, não é?

18/12/2009, 13:57:00  
Blogger AD said...

Não, mas gostava de trabalhar nos RH, acho que tenho jeito para lidar com pessoas.

18/12/2009, 14:08:00  
Blogger A said...

ahahahahahahahaha

para quando o livro "contos salazes, para pessoas incapazes"?

18/12/2009, 14:17:00  
Blogger AD said...

Esse seria um título espectacular. Se um dia o utilizar não te pago nada, que eu não sou feito de dinheiro, mas faço uma dedicatória.

18/12/2009, 14:24:00  
Blogger Gata das Botas said...

Somítico!
Então o A, imbuído do espírito natalício, dá-te uma dica para o nome do teu futuro best-seller e tu pagas-lhe dessa maneira?

18/12/2009, 14:26:00  
Blogger A said...

diz-lhe das boas, gata!

18/12/2009, 14:39:00  
Anonymous Acto contínuo said...

A, vai-se embora a chorar.

18/12/2009, 14:42:00  
Blogger AD said...

A,
Não caias no jogo manipulador dela. Está só a tentar pôr-nos um contra o outro porque como é ateia... atã... atona?... não quer que ninguém goze o Natal.

18/12/2009, 14:53:00  
Blogger Gata das Botas said...

Tu é que tens um coração emperderni... empareda... duro que nem um calhau e tratas mal os outros!

18/12/2009, 14:59:00  
Blogger AD said...

O meu coração não é um calhau, é um bloco de gelo. Só precisa de um pouco de calor para se derreter.

E lá dentro, congelado, está um homem das cavernas com a sensibilidade de um mamute.

18/12/2009, 15:02:00  
Blogger Gata das Botas said...

Calor para dar não tenho, mas tenho um picador... Assim como assim, ainda se aproveitava qualquer coisa desse coração para fazer umas caipirinhas, ou isso.


Isso do homem das cavernas és tu a tentar dizer que tens underwear tigresse?

18/12/2009, 15:08:00  
Blogger AD said...

Os homens das cavernas usavam cuecas tigresse? Olha que os Flintstones não são um documentário.

18/12/2009, 15:10:00  
Blogger grassa said...

Gostava de usar-te como literatura de casa de banho, mas infelizmente o pessoal aqui estranharia estar a levar comigo o portátil para o cubículo no WC.

18/12/2009, 15:42:00  
Blogger AD said...

Tentarei fazer o blog perfumado e em dupla folha para não dar tanto nas vistas.

18/12/2009, 15:50:00  
Blogger Nawita said...

Texto fantástico!
Coitada da rapariga, vai desfeita de volta para a terra dela, nunca mais será a mesma.
Sabes que a única solução para ela, depois de te ter conhecido, é ir para freira, nenhum homem te pode igualar!
O teu inglês é fantástico, muito à algarvio!

18/12/2009, 15:56:00  
Blogger Isa said...

"ai te adore tú" está fantástico!

vou passar a usar.


Estiveste a ver o Casablanca?

18/12/2009, 16:28:00  
Blogger AD said...

Ai spique véri naice, je suí tré contã.

Ok, agora já sou eu a exibir-me só para te impressionar.

18/12/2009, 16:29:00  
Blogger AD said...

Sim, estive a ver o Casablanca.

Esse é aquele em que o Bruce Willis mata uns terroristas à base de metralhada, não é?

18/12/2009, 16:31:00  
Blogger tiagugrilu said...

De cada vez que ouço "friqui-friqui" não consigo evitar gritar mentalmente e com sotaque angolano um "dá-lhe!"

18/12/2009, 16:36:00  
Blogger AD said...

Não me digas que eras tu que andavas no Festival do Sudoeste de 97 a gritar "dá-lhe com a alma, Pacman" durante o concerto dos Da Weasel...

E, se eras, o que é que achaste dos Jestofunk?

18/12/2009, 16:41:00  
Blogger Isa said...

O Bruce costuma matar doutra maneira?


O Grilu é angolano?


Fala lá mais um bocado ó AD! estou verdadeiramente impressionada!

18/12/2009, 16:58:00  
Blogger Gata das Botas said...

Yah, AD! E daqui a nada também me vais dizer que os homens das cavernas não tinham dinossauros como animais de estimação, é?!

A,
desculpa, mas as boas guardo para mim...

18/12/2009, 17:18:00  
Blogger tiagugrilu said...

AD,

Não era eu, mas estava nesse festival. No preciso momento em que actuaram os Da Weasel estava a tentar tirar um feijão que tinha ficado entalado no aparelho da minha namorada, que tinha acabado de vomitar a feijoada enlatada do jantar.

Aaaah, velhos tempos...!

21/12/2009, 11:59:00  
Blogger A said...

http://contameoutraestoria.blogspot.com/

28/12/2009, 12:29:00  
Blogger Isa said...

Ainda lost? e agora é em quê? nos transportes? no ano?

É 2010 pá!

04/01/2010, 12:09:00  
Blogger AD said...

Aqui ainda é 1991, como prova o LP Rush Street do Richard Marx que acabei de comprar.

05/01/2010, 13:14:00  

Enviar um comentário

<< Home